Tendência de desempenho: o que é publicidade programática? O guia definitivo

Para falar sobre publicidade programática, precisamos primeiro entender como a publicidade digital funciona em geral. Sim, aquela publicidade que sentimos estar mais próxima de nós, que não é tão “complexa” a priori nem tão inacessível quanto a palavra “programática” parece.

E para entender a publicidade digital, precisamos voltar aos primórdios da Internet e como esse negócio surgiu.

Quando o tráfego da Internet começou a aumentar, as empresas que detinham esse tráfego (esses visitantes) viram a oportunidade de monetizar essas visitas e começaram a oferecer espaço em seus sites para exibir anúncios de terceiros.

A tarefa não foi fácil, pois muitas etapas tiveram que ser realizadas para ativar uma campanha publicitária. E aqui estão apenas alguns para que você tenha uma ideia da complexidade do processo:


  • O anunciante tinha que decidir em quais sites exibir seu anúncio
    com um alto grau de incerteza, pois conhecer o perfil do público de um site era uma tarefa complexa.
  • O proprietário do site precisava encontrar anunciantes, mostrar a eles o número de visitas por dia, o perfil de seu público e seu comportamento no site. E, com essas informações, captar a atenção de uma marca que estava querendo investir em publicidade.
  • O anunciante tinha que entrar em contato por e-mail ou telefone com cada proprietário desses sites para descobrir suas estatísticas e ver o alcance potencial que esse site significava para sua marca.

  • Em seguida, eles tiveram que concordar com um modelo de preço para o espaço publicitário,
    ne negociar e concordar com a compra do espaço publicitário.

  • As peças criativas foram então enviadas por e-mail e a campanha começou,
    lque, na época, era muito complexo de medir. Acima de tudo, em termos da confiabilidade de tais relatórios.

Devido a esses enormes desafios, um setor em constante crescimento estava encontrando soluções para esses problemas:

  • Foi criada uma maneira pela qual as marcas poderiam encontrar facilmente uma lista de sites nos quais promover sua marca, classificados por preço, modelo de compra e perfil de público-alvo: criando uma versão do que hoje são as
    DSPs (plataformas de demanda).
  • Também foram criadas soluções de software que permitiram que diferentes sites em todo o mundo se conectassem a um Marketplace. Isso significa conectar-se a um concentrador de demanda de forma coordenada e por meio de um protocolo. Isso permitiria que a oferta de sites nas DSPs crescesse mais rapidamente, oferecendo às marcas mais opções, facilidades e escala para publicidade. Além disso, os proprietários de sites tinham uma forma automatizada de entrar em contato com seus clientes: os anunciantes. Eles pararam de usar os correios!
  • Apareceram os seguintes
    provedores de serviços auditivos
    apareceram, os chamados
    DMPs
    . Ou seja, soluções de software com bancos de dados de pessoas e as classificam de acordo com diferentes critérios. Esses bancos de dados poderiam ser conectados ao DSP e os anunciantes poderiam não apenas escolher o site no qual exibir seu anúncio, mas também poderiam anunciar selecionando um perfil de público específico.
  • Ela resolveu o problema de como medir criando o que hoje é chamado de AdServer, que monitorava o tráfego que passava por seus servidores.

Portanto, para que você possa anunciar na Internet, é necessário ter três componentes principais. É claro que, se analisarmos detalhadamente, podemos construir uma arquitetura com dezenas de elementos, mas, para fins deste artigo e tentando contribuir para diminuir as barreiras em relação ao assunto, mencionaremos apenas os principais elementos que representam a dinâmica da compra programática:

  • Anunciante / Marca: É a empresa ou pessoa que busca entregar um anúncio ou mensagem a um público-alvo específico. A pessoa que cria, projeta ou produz a mensagem a ser enviada no DSP.
  • Público-alvo: Esse é o conjunto de pessoas que identificamos como qualificadas para apreciar a proposta de valor e, portanto, a mensagem será entregue a elas. Podemos entrar em contato com você comprando dados em uma DMP ou simplesmente selecionando o inventário (local(is) onde os anúncios serão exibidos).
  • Espaço publicitário: é onde o anúncio será exibido. É o local onde o público-alvo poderá ver o anúncio, dependendo de vários fatores que o determinarão, dependendo das tecnologias envolvidas (o inventário). Esses serão todos os sites conectados ao SSP em uso em cada caso.

Esses três componentes estão presentes em todo o ecossistema de publicidade digital, tanto no que normalmente chamamos de ecossistema programático quanto em soluções de publicidade tudo-em-um ou
jardins murados
como o Google Ads, Meta, TikTok Ads, Taboola ou Amazon. Todos têm uma arquitetura tecnológica que conecta marcas com públicos em um espaço publicitário.

 

 

Ok, mas então, de onde vem essa diferenciação entre publicidade programática e não programática?

No setor de marketing digital, a publicidade programática costuma ser chamada de um conjunto de ferramentas que, quando interconectadas adequadamente, nos permitem criar nosso próprio sistema de publicidade. DSP + DMP + SSP + AdServer usar diferentes fornecedores independentes para cada componente, conforme apropriado para o objetivo de cada campanha.

As soluções de jardim murado geralmente são excluídas do conceito de publicidade programática devido à impossibilidade de selecionar esses componentes de forma personalizada: por exemplo, o Meta não nos permite selecionar o público de qualquer DMP, mas apenas daquele que já está integrado em sua ferramenta.

Como veremos a seguir, a publicidade programática pode ser muito poderosa se for bem utilizada por uma equipe capacitada, e pode complementar muito bem os investimentos em publicidade all-in-one ou w-platform.

A publicidade programática é, sem dúvida, uma ferramenta fundamental para atingir públicos específicos de forma personalizada e eficiente em mídias inovadoras. Ele se baseia na compra e venda de espaço publicitário por meio de um método automatizado que atinge a segmentação de público-alvo usando dados e algoritmos especificamente selecionados. Dessa forma, os anúncios serão exibidos automaticamente para o público mais adequado, otimizando assim o retorno sobre o investimento em publicidade. Entraremos em mais detalhes a seguir.

Agora que já abordamos os conceitos básicos desse tópico, podemos introduzir conceitos mais complexos que darão a você uma boa ideia do que é publicidade programática. E também esperamos que essas informações aproximem você um pouco mais de um mundo que, às vezes, parece inatingível.

 

Principais tecnologias no ecossistema programático

Para isso, trabalharemos em algumas tecnologias que estão presentes na publicidade digital, mas que merecem destaque específico na publicidade programática, seja pela possibilidade que temos de configurá-las para atender às nossas necessidades, seja por sua diferenciação do mundo da publicidade fechada (walled gardens).

  • Algoritmo de lances em tempo real (RTB): é um software ou algoritmo alimentado por inteligência artificial ou aprendizado de máquina, que define quando exibir um anúncio, qual anúncio exibir, onde exibi-lo e para quem exibi-lo. É um sistema que levará em conta um grande número de variáveis para definir a maneira mais adequada de distribuir anúncios. Cada DSP e SSP se comunica levando em conta os parâmetros para
    licitação em tempo real
    . Em um exemplo bem simplista, se uma marca estiver disposta a pagar mais por um espaço do que outra, esse anúncio terá prioridade e, portanto, será exibido primeiro, o custo de exibição será maior, mas o espaço será garantido. Em contraste com essa lógica, se um anúncio mostrar mais sinais de rejeição do que outro por parte do público-alvo que o está visualizando, ele será despriorizado no inventário. Dessa forma, a equação do algoritmo determinará, segundo a segundo, em que condições e a que preço esses anúncios serão exibidos. Cada DSP cobrará a chamada Tech Fee, que, entre outras coisas, monetiza o uso desses algoritmos.

  • Plataformas de gerenciamento de dados (DMPs): permitem que dados de público em tempo real sejam coletados, armazenados e analisados, facilitando o direcionamento de anúncios para usuários específicos com base em seus interesses, comportamentos e dados demográficos. Essas são plataformas que se conectam automaticamente a DSPs e nos permitem comprar diferentes conjuntos de públicos para mostrar a eles os anúncios da marca.

  • Plataformas do lado da demanda (DSPs) e plataformas do lado da oferta (SSPs): Essas plataformas facilitam o processo de compra e venda de espaço publicitário on-line. As DSPs permitem que os anunciantes façam lances para impressões de anúncios em tempo real. Lá, eles carregam suas imagens e vídeos, configuram campanhas de acordo com o orçamento e definem os públicos para os quais exibirão esses anúncios. Por outro lado, as SSPs permitem que os proprietários de espaço publicitário (inventário) maximizem sua receita vendendo impressões de anúncios de forma automatizada. Eles permitem, por exemplo, que um jornal on-line venda seu espaço de banner automaticamente, sem a necessidade de falar com um intermediário.

  • Trocas de anúncios: plataformas que facilitam a compra e a venda de inventário de publicidade em tempo real por meio de leilões automatizados. Essas plataformas conectam compradores (anunciantes) a editores (proprietários de espaço publicitário) e permitem a compra de impressões de anúncios em uma base individual, de público-alvo e contextual.


  • AdServer:
    ssão plataformas que podem se conectar a todo o nosso ecossistema de publicidade, o que nos permite monitorar detalhadamente o que acontece com o tráfego da Internet pelo qual estamos pagando, quem vê nossos anúncios, em que condições, onde os vêem, quantas vezes os vêem… Entre outros fatores. O AdServer é uma ferramenta complementar à análise que os DSPs geralmente fornecem diretamente. É um segundo olhar imparcial sobre o que está acontecendo com nosso investimento em publicidade.

 

Os anunciantes procuram comprar espaço publicitário em plataformas chamadas DSPs e os editores ou proprietários de espaço publicitário disponibilizam seu inventário em plataformas conhecidas como SSPs. O Ad Exchange é a plataforma que conectará os dois e permitirá a compra de impressões de anúncios com base na segmentação do público-alvo, que será feita por meio de DMPs. Tudo isso, que acontece em questão de segundos, será possível graças a tecnologias como o Machine Learning usando DSPs para fazer RTB que permitem a análise de dados em tempo real.

Essas tecnologias não são necessariamente independentes, mas trabalham juntas para otimizar o processo. Por isso, é importante contar com uma equipe de especialistas capaz de maximizar os benefícios deles.

Muitos fornecedores dessas tecnologias oferecem vários desses componentes em uma solução integrada sob o mesmo guarda-chuva, como veremos a seguir.

Principais tecnologias a serem consideradas

Há muitos fornecedores para cada componente de uma estratégia de publicidade programática. Por esse motivo, vamos parar para mencionar as principais tecnologias que a Boomit utilizou e nas quais você confia plenamente.

Google DV360: É isso mesmo, depois de tudo o que falamos acima, você pode se surpreender ao saber que o Google oferece um DSP e uma solução fechada. A verdade é que, no mundo fora das soluções fechadas, há negócios, e o Google sabe como tirar proveito disso também, com uma solução muito completa que também permite que você se conecte ao YouTube. Você encontrará no Google uma ferramenta muito flexível que está conectada às principais SSPs do mundo, tanto no ambiente da Web quanto no ambiente móvel, viabilizando uma ampla variedade de formatos e espaços de anúncios.

O DV360 é a evolução das plataformas anteriores do Google, DoubleClick Bid Manager, Campaign Manager, Studio e Audience Center, oferecendo um gerenciamento abrangente do ambiente programático. De alguma forma, o Google sempre tende a empacotar suas soluções, mesmo em um ambiente aberto à complexidade e à personalização, como a programática. No DV360, temos diferentes SSPs e DMPs com módulos integrados de campanha, público-alvo, criação, inventário e insights que trabalham juntos para simplificar todo o processo da campanha, desde o planejamento e a criação até a otimização e a medição do desempenho.

Além de automatizar o processo de licitação e ter acesso direto a uma variedade de editores e plataformas de troca de anúncios, o DV360 tem recursos avançados de segmentação de público-alvo e um espaço criativo integrado para projetar anúncios e visualizar posicionamentos.

Publicidade na Amazon: é a DSP da Amazon que, além de fornecer acesso ao seu inventário no conhecido Amazon Marketplace, funciona como uma solução programática integrada, oferecendo soluções de SSP, DMP e AdServer muito bem posicionadas em todo o mundo. A Amazon Advertising está se posicionando como uma plataforma muito forte nos EUA.


Xandr (Microsoft Invest):
A plataforma recentemente adquirida pela Microsoft, agora renomeada Microsoft Invest, que detém o inventário mundial da Netflix, também faz parte de nossas principais tecnologias.

A funcionalidade principal da Xandr inclui uma abordagem moderna de segmentação e direcionamento de público-alvo, superando métodos mais antigos, como a segmentação baseada em cookies. Ele oferece recursos de segmentação para vários dispositivos e modos de compra com base na visibilidade do anúncio. Sua infraestrutura foi projetada para simplificar a forma como a publicidade é acessada e otimizada, buscando sempre o preço de mercado mais adequado para os leilões de publicidade.

Xandr, DV360 e Amazon Ads têm características gerais semelhantes. Todos eles permitem acesso praticamente aos mesmos inventários, com exceção de acordos específicos, como o do YouTube com o Google, por motivos óbvios, o da Netflix com a Microsoft ou o da Amazon com seu próprio DSP.

Em particular, a Xandr nos permitiu gerar melhores resultados quando o objetivo central do projeto é reduzir o CPM para maximizar o alcance e as impressões, mas, devido ao dinamismo do ambiente de publicidade, é complexo fazer uma declaração além da própria experiência.

Mediamath: Outra plataforma líder que podemos mencionar é a Mediamath, que oferece recursos semelhantes aos dois mencionados acima. Nesse caso, podemos destacar que a Mediamath é uma plataforma simples e intuitiva de usar em comparação com o DV360 e o Xandr. Isso pode ser uma vantagem se você quiser entrar no mundo das DSPs programáticas e não tiver uma equipe especializada.

Em contraste com isso, as barreiras de entrada para anunciar na Mediamath são bastante altas em termos de investimento mínimo, portanto, se você não for uma marca com um grande orçamento de campanha, será difícil obter acesso a uma conta qualificada e suporte diretamente da empresa.

Lotame: é uma plataforma (DMP) que nos permite coletar, organizar e ativar dados de público-alvo de várias fontes. Como a Mediamath, é uma tecnologia relativamente simples de usar e eles têm um suporte dedicado que ajuda muito no gerenciamento do processo de compra. A empresa toma muito cuidado com os aspectos relacionados à privacidade, pois lida com dados pessoais e de dispositivos e deve cumprir à risca as regulamentações internacionais.

Além de usá-lo como uma plataforma em si, a Boomit gerou acordos específicos para impactar públicos de nicho em conjuntos de inventário específicos para uma campanha. Tivemos excelentes resultados em várias ocasiões.

Você pode encontrar o Lotame conectado ao Google DV360, bem como ao Xandr e ao Mediamath.

Magnite. Se você não for o proprietário do inventário, é improvável que use essa ferramenta. Mas achamos importante mencioná-la porque ela é uma das empresas líderes no campo de SSP. A Magnite desenvolveu todos os tipos de soluções dentro da arquitetura de publicidade, mas uma das mais fortes é sua SSP. Na Boomit, temos nos conectado repetidamente ao inventário fornecido pela Magnite para maximizar os resultados das campanhas que implementamos para nossos clientes. Essas plataformas já têm conexões nativas com os principais DSPs.

Fyber: não poderíamos deixar de mencionar uma tecnologia especializada em ambiente móvel. Essa empresa desenvolve soluções para que os desenvolvedores de aplicativos móveis tenham um lugar para conectar seus produtos e monetizá-los com eficiência. Se você tem um aplicativo e deseja exibir anúncios para seus usuários, a Fyber é uma das principais SSPs móveis com tecnologia automatizada que visa maximizar a receita por usuário que você recebe em seu aplicativo.

Além disso, a Fyber oferece soluções no lado do DSP, com uma particularidade interessante que nós da Boomit usamos em várias ocasiões, chamada Offer-wall, que usa uma dinâmica de incentivos para que os usuários de diferentes videogames realizem ações dentro de um aplicativo em troca de benefícios.

Dentro desse mesmo perfil de plataformas e empresas, podemos citar a Ironsource e a Tapjoy, tecnologias também amplamente utilizadas pelas equipes técnicas da Boomit para o ecossistema de aplicativos móveis.


Sizmek (da Amazon Advertising):
Para finalizar a descrição desse conjunto de tecnologias, não poderíamos deixar de mencionar um servidor de anúncios e, nesse caso, um dos dois que estão lutando para dominar o mercado ao lado do Google (é claro).

A solução da Sizmek Adserving permite que você obtenha informações muito mais detalhadas e confiáveis sobre:

  • Quem está vendo seus anúncios.
  • Onde você está assistindo
  • Quanto tempo você está assistindo
  • Qual o nível de sobreposição que seus anúncios estão tendo em toda a distribuição de mídia
  • Confiabilidade do relatório entregue diretamente a você pelas plataformas.

Opinião da equipe técnica da Boomit: Essa ferramenta é para empresas que já têm uma certa maturidade em termos de investimentos em publicidade, pois gera um custo incremental no CPM e, para que esse investimento seja rentável, devemos estar investindo mais de USD 150-200 K por mês.

Além disso, é uma ferramenta cuja configuração e implementação exige uma dedicação significativa da equipe.

As informações que ele fornece são realmente valiosas, especialmente por ser um árbitro imparcial que não faz parte do seu provedor de DSP, DMP e SSP.

A Boomit sempre recomenda o uso do Sizmek nos casos em que a estratégia de publicidade é fortemente baseada no ecossistema do Google, e vice-versa, no caso de usarmos um ecossistema com um componente predominante de elementos da Amazon (não tão frequente fora dos Estados Unidos).

Veja como você pode adicionar a publicidade programática à sua estratégia de marketing.

 

O que é necessário para fazer publicidade programática?

Para que você possa incorporar essa ferramenta de forma eficaz, é necessário planejá-la corretamente:

  1. Especialistas na área: A publicidade programática exige uma equipe treinada para gerenciar e otimizar suas campanhas com eficiência. Você precisará de profissionais com experiência em análise de dados, otimização de campanhas e estratégia de mídia digital para aproveitar ao máximo essa forma de publicidade. Essa experiência deve ser específica para as tecnologias a serem usadas, ou seja, você deve ter uma equipe com experiência anterior na criação e otimização de campanhas publicitárias dentro da DSP que você vai usar, bem como experiência na interface com os diferentes provedores que serão selecionados de acordo com o objetivo da campanha e o orçamento.
  2. Objetivos claros e alcançáveis: A publicidade programática não funciona em todos os casos. Você deve se certificar de que está bem assessorado nesse sentido. Não se deixe levar por ilusões irrealistas sobre o que você poderá fazer com essas tecnologias. Tenha o cuidado de definir claramente o que você deseja alcançar, o nível de risco que está disposto a assumir e, com base nisso, peça à sua equipe técnica que proponha uma estratégia e uma arquitetura específicas para atingir os objetivos.
  3. Acesso à tecnologia: Muitas das plataformas que mencionamos anteriormente nesta Tendência de Desempenho têm requisitos exigentes para que você possa começar a usá-las. Planeje com antecedência para evitar surpresas quando uma DSP solicitar um compromisso de investimento mínimo ou quando uma DMP não fornecer o público no CPM que você esperava. Você precisará de acesso a plataformas e ferramentas especializadas, como plataformas de demanda (DSPs), plataformas de gerenciamento de dados (DMPs) e plataformas de fornecimento (SSPs). Essas ferramentas permitirão que você compre e venda inventário de publicidade de forma automatizada e otimize o desempenho de suas campanhas.

Esses são alguns dos itens essenciais para que você aproveite ao máximo as oportunidades oferecidas pela publicidade programática.

Vantagens da publicidade programática, pontos fortes e fracos

Aqui, falaremos a você sobre suas vantagens e também sobre os pontos fracos que devem ser considerados ao implementá-lo em uma estratégia.

Vantagens:

 


  1. Flexibilidade e controle:
    A primeira vantagem da programática é a flexibilidade de criar sua própria arquitetura de publicidade, selecionando um provedor de audiência, espaço publicitário e modelo de preço personalizados.
  2. Transparência: Esses tipos de arquiteturas de publicidade tendem a ser mais transparentes, pois é possível controlar muito bem cada componente do custo de publicidade que está sendo pago. Talvez, se você não estiver fazendo publicidade programática no momento, não saiba disso, mas quando você paga um determinado CPM, esse preço é composto de vários subpreços. Isso acontece em qualquer plataforma, programática ou não. A diferença é que, na programática, você pode saber quanto está sendo cobrado pelo seu provedor de audiência, que fornece o software RTB, o SSP, o DSP e o AdServer. Dessa forma, você assume o controle de seus custos e pode tomar decisões estratégicas removendo ou substituindo fornecedores em cada uma dessas camadas de custo.
  3. Precisão na segmentação: A publicidade programática permite uma segmentação precisa com base em dados demográficos e comportamentais, garantindo que os anúncios sejam exibidos para os usuários certos, aumentando assim a eficácia das campanhas e otimizando o investimento. Isso não é tão diferente no mundo não programático, mas o que podemos destacar nesse caso é que acessamos nichos de público que muitas vezes são impossíveis de alcançar em soluções fechadas (jardins murados).
  4. Eficiência de custo: Devido à transparência dos componentes de custo, ao amplo escopo do inventário e à variedade de provedores, o ecossistema programático é menos monopolista. Isso nos permite, em muitos casos, gerar estratégias de publicidade com um custo menor, mas com alcance equivalente ou até maior do que as soluções fechadas.
  5. Acesso a formatos diferentes e de alto impacto: Todos os anos, os fornecedores de publicidade programática fazem grandes esforços para se diferenciar das soluções fechadas. Um dos aspectos que mais os diferenciam são os formatos oferecidos no nível do anúncio. Dependendo da DSP que você usa e dos fornecedores de inventário, é possível acessar formatos de anúncios inovadores, como RichMedia, Connected TV, Digital Out of Home, Digital Audio, Augmented Reality, entre outros.

Pontos fracos:

 

  1. Risco de fraude: Por mais que a personalização seja uma vantagem, ela também é um risco, pois estamos expostos a cometer um erro técnico e negligenciar alguns dos principais aspectos de uma estratégia de publicidade. É importante trabalhar com parceiros confiáveis e usar ferramentas de verificação de terceiros para garantir o máximo de transparência, visibilidade e segurança. Esse é um dos pontos em que os especialistas da área desempenharão um papel importante.

  2. Complexidade técnica:
    A publicidade programática pode ser complexa e exigir um conhecimento técnico significativo para implementar e otimizar campanhas com sucesso, portanto, você precisará considerar a possibilidade de trabalhar com parceiros ou agências especializadas no assunto.

A publicidade programática, portanto, oferece uma série de vantagens significativas em termos de automação, inovação, precisão, eficiência e flexibilidade, mas também apresenta desafios em termos de transparência e complexidade técnica.

Quando é aconselhável adicionar a publicidade programática à sua estratégia?

A Boomit recomenda o uso de publicidade programática nos seguintes casos:

  • Você precisa diversificar sua estratégia de mídia, pois já atingiu altos níveis de saturação nos atuais canais “Walled Garden” (Google, Meta e TikTok).
  • Você tem um objetivo muito forte de reduzir seu CPM e maximizar seu alcance.
  • Você precisa inovar em termos de anúncios e espaço publicitário.
  • Você precisa de um público de nicho que não está encontrando no seu mix de mídia atual.
  • Você precisa ter mais controle e transparência sobre o que está acontecendo com seus gastos com publicidade.

Na Boomit, recomendamos que você crie uma estratégia personalizada para cada empresa e objetivo. Se a sua empresa está apenas começando no mundo digital, nós o ajudamos a construir todo o seu ecossistema de marketing e publicidade, para que você possa começar a investir em bases sólidas que lhe permitirão crescer de forma lucrativa.

Se, por outro lado, você quiser abrir novos mercados e não souber como fazê-lo, nós o ajudaremos a entrar nesses locais e a avaliar o potencial de seus negócios.

De acordo com os objetivos do seu projeto, nossa equipe identificará as tecnologias programáticas mais adequadas para alcançá-los. Definiremos os custos de DSP, público-alvo, inventário, formato de anúncio e tecnologia que o projeto terá para garantir que seja um sucesso.

 

O futuro da publicidade programática

Essa modalidade de publicidade passou por uma evolução significativa nos últimos anos. Em 2023, a automação na compra de anúncios foi responsável por 72,3% do total de investimentos em mídia digital, de acordo com dados fornecidos pelo IAB Espanha. Até 2024, espera-se que esse número aumente para 80%. Aqui estão algumas das tendências que esperamos ver no futuro:

  1. Maior personalização: À medida que as tecnologias de inteligência artificial e aprendizado de máquina continuam avançando, podemos esperar uma maior capacidade de personalizar e direcionar anúncios com mais precisão com base em seus públicos-alvo. Os lances em tempo real prometem se tornar mais eficientes graças a Ad Exchanges mais sofisticadas, capazes de processar mais informações com mais rapidez.
  2. Publicidade visual: Diante de um público-alvo mais exigente e saturado, os anúncios visualmente atraentes terão um bônus adicional para melhorar o reconhecimento da marca. As equipes de criação serão desafiadas em um ambiente em que lutamos pela atenção dos usuários na tela.
  3. Integração de dados de várias fontes: Com as mudanças nos chamados dados primários e de terceiros, bem como a proliferação de dispositivos e canais digitais, a integração de dados de várias fontes se tornará ainda mais importante na publicidade programática. Isso permitirá que os anunciantes tenham uma visão mais completa e holística de seus públicos e otimizem suas estratégias de segmentação e personalização.
  4. Progresso na medição e atribuição: A medição precisa do impacto das campanhas de publicidade programática continuará sendo uma área fundamental de foco no futuro. Esperamos ver avanços na medição de atribuição que permitirão aos anunciantes entender melhor a jornada do cliente e o impacto de cada ponto de contato na decisão de compra.
  5. Maior ênfase na transparência e na segurança: A transparência e a segurança continuarão a ser as principais preocupações no mundo da publicidade programática. Os anunciantes e editores continuarão a exigir maior visibilidade e controle sobre onde e como os anúncios são exibidos, além de medidas mais eficazes para combater a fraude de anúncios e proteger a marca.
  6. Crescimento de áudio e CTV: Com o aumento do consumo de conteúdo de áudio on-line e o surgimento de dispositivos conectados, como alto-falantes inteligentes e TVs inteligentes, podemos esperar um crescimento significativo da publicidade programática no espaço de áudio e publicidade conectada. Isso abrirá novas oportunidades para atingir o público por meio de formatos de anúncios inovadores e contextos de consumidores emergentes.

Fatos e estatísticas sobre publicidade programática

É muito interessante ver os dados sobre como a publicidade digital vem ganhando impulso desde os primórdios da Internet e como os gastos com publicidade são distribuídos entre as diferentes formas de publicidade existentes atualmente.

Recomendamos que você seja crítico em relação a essas informações, que são extraídas de várias fontes e geralmente são construídas de acordo com métricas inferidas de relatórios públicos cujas variáveis podem diferir ligeiramente em termos de equivalência.

No gráfico a seguir, extraído dorelatório da Dentsu
insights da Dentsu
você pode ver como:

  • A publicidade digital cresce e destrona a publicidade externa em primeiro lugar em 2006
  • Supera o desempenho da publicidade impressa em 2014
  • E ultrapassou a televisão tradicional em 2017 para continuar seu rápido crescimento.

 

Até 2025, estima-se que os gastos com publicidade digital ultrapassarão US$ 500 bilhões.

 

Abaixo você pode ver
como esses investimentos foram distribuídos
em 2023, de acordo com a categorização que estamos analisando nesta Tendência de desempenho do Boomit.

Do total de gastos globais com publicidade, 50% foram para o ambiente digital, totalizando US$ 424,3 bilhões. Isso pode surpreender você, mas a realidade é que o segmento digital ainda tem muito a crescer. Com a penetração dos dispositivos móveis e o aumento do tempo de tela dos usuários, estima-se que continuaremos a ver um crescimento significativo nos próximos anos.

Desse subtotal, US$ 302 bilhões foram gastos em compras automatizadas, ou seja, compras programáticas. E dentro desse subtotal de compras programáticas, 237 bilhões de dólares foram para as grandes soluções fechadas (Walled Gardens), como Google, Meta, Pinterest, X, TikTok etc. Isso deixou o setor de publicidade programática aberta com um total de US$ 65,7 bilhões em 2023.

Isso mostra que os jardins murados dominam o mercado de publicidade digital com suas soluções completas e o crescimento de seus principais produtos:

  • Pesquisa do Google
  • Youtube
  • TikTok
  • Pinterest
  • Facebook
  • Instagram
  • X
  • Entre outros

 

Se você quiser saber como essa parte do negócio está distribuída entre os principais participantes do setor que mencionamos, apresentamos este gráfico com base nas informações apresentadas pelo
The Wall Street Journal
em 2021. Esses números podem ter variado nos últimos dois anos, mas é o mais próximo possível dessas informações que conseguimos obter para complementar este relatório.

Conclusões finais sobre a questão temática

Como dissemos a você ao longo deste artigo, a publicidade programática é uma ferramenta que vale a pena incorporar à sua estratégia de marketing, pois faz parte da evolução da publicidade digital.

Dessa forma, ela tem uma grande vantagem, que é a oportunidade de criar sua própria arquitetura de publicidade em termos de provedor de audiência, espaço publicitário e modelo de preços, criando um ecossistema sólido sem depender dos grandes monopólios de publicidade. provedor de audiência, espaço publicitário e modelo de preços, gerando um ecossistema sólido sem a dependência dos grandes monopólios de publicidade.

Ele permite a operação automatizada em tempo real e a segmentação detalhada, o que culminará em um impacto melhor e mais preciso de seus anúncios e em um melhor retorno sobre o investimento. Além disso, seus anúncios podem ser exibidos em mídias inovadoras para atingir seu público-alvo de uma maneira diferente da que eles estão acostumados a ver sua comunicação.

Embora saibamos que esse é um tipo de arquitetura complexa que exige muito conhecimento em estratégia, análise de dados e tecnologia, na Boomit temos uma equipe de especialistas nessa área. A equipe de mídia paga da Boomit poderá elaborar um plano personalizado para a sua empresa e ajudar você a obter os melhores resultados e a se tornar a próxima história de sucesso.

Gonza Pastorino

Gonza Pastorino

Copyright © 2023 Boomit.
All rights reserved. MOSEYA SA / 1011 Cassinoni , Montevideo, 11300, Uruguay / 12550 Domus Global Services LLC
/ Biscayne Blvd., Suite 406 North Miami, Florida.

Diagnóstico SEO Online

Insira o endereço do site da sua empresa e enviaremos um relatório para o e-mail que você indicar abaixo:

  • Complete suas informações de contato

    Se você quiser que trabalhemos em uma estratégia de marketing que nos permite atrair clientes para você e, em seguida, preencha as informações neste formulário:

  • Describe tu necesidad
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.